4 semanas cólicas grávida

Boa tarde. Estou grávida de 4 semanas de acordo com o que a médica disse. Na ecografia n se viu nada. Estou preocupada pq n sinto sintomas constantes. Comecei com vómitos, dores no peito e cólicas no utero/ovários. As cólicas já há uns dias q n tnho, hoje n tive vómitos e as dores no peito são do género, sentir q fico com os bicos para fora. Olá boa tarde. Estou grávida de 4 semanas pelo que a médica diz, mas não se conseguiu ver nada na ecografia. Ao mesmo tempo estou a ter cada vez menos sintomas. Comecei com vómitos e cólicas nos ovários, dores nos peitos. Hoje n tive vómitos, já há uns dias q não tenho cólicas e hoje voltei a ter impressão no peito (até fico com os mamilos de fora, coisa q não é normal). Eu descobri que estou grávida no dia 23/02/2015, já fui à minha ginecologista e já fiz os primeiros exames. Na minha primeira ultra via ainda apenas o saco gestacional, pois estou com 4 (ou 5) semanas. Quase não estou tendo sintomas de gravidez. Sinto apenas muita fome e estou com o humor muito oscilante. É como se eu estivesse com uma ... Obs.: Segundo os especialistas, cada bebê se desenvolve em seu próprio ritmo, até dentro do útero. As páginas de desenvolvimento fetal têm o objetivo de dar apenas uma ideia geral de como o bebê cresce durante a gravidez. 4 semanas e colicas !!: Meninas , descobri ontem que estou gravida ! to muito feliz ! devo estar de 4 semanas , estou sentindo cólicas e estou com corrimento, será que devo me preocupar ??? - BabyCenter TRABALHO DE PARTO PREMATURO: a grávida no terceiro trimestre de gravidez pode sentir sinais de cólicas durante o trabalho de parto prematuro. À medida que o bebê cresce, aumenta a pressão no colo do útero e pode começar a dilatar-se mesmo antes das 37 semanas. Nas primeiras 4 semanas de gravidez, é possível identificar o primeiro sinal: o atraso da menstruação.Logo depois começam os enjoos, as tonturas, o excesso de sono, a fome descontrolada, as cólicas e as variações de humor — que são facilmente confundidas com os sintomas da TPM.Os testes de gravidez também são indicados já neste período.

Sofri um aborto espontâneo ontem

2020.08.25 01:42 queimis Sofri um aborto espontâneo ontem

Só um background da minha história: Eu(F34) e meu namorado(M28) estamos juntos há menos de 1 ano, mas as coisas se moveram muito rápido desde o início.
Começamos a morar juntos em março desse ano e nos mudamos pra uma cidade completamente nova pra mim. Fui forçada (pelas circunstâncias, não por ele) a deixar tudo que eu tinha construído nos últimos 3 anos pra trás pra embarcar nessa aventura. Nos mudamos pra cidade natal dele porque ele recebeu uma proposta de emprego muito boa. Nós dois conversamos muito no início e, depois de resolvermos juntos que relacionamento à distância não era pra nós, eu decidi me mudar com ele.
Eu sempre tomei anticoncepcional/injeção ou usei DIU desde a minha adolescência. Estive em um relacionamento estável por quase 10 anos e nunca nem me preocupei com gravidez, porque, assim como a maioria das meninas, achava que estava segura com a pílula. Há cerca de 1 mês e meio atrás comecei a sentir uns sintomas estranhos e depois de 2 semanas passando mal constantemente e de muitos resultados desesperadores do Google, eu achei que estava doente e deveria ir ao médico. Dois dias antes da consulta, resolvi fazer um teste de gravidez de farmácia, só pra ter 100% de certeza que aqueles sintomas (enjoo, fraqueza, cansaço extremo) não eram por causa de gravidez. Eu tinha 99.9% de certeza que não era, só não queria passar vergonha na frente do médico. Peguei o pauzinho, abri, o xixi encostou e deu positivo. Três testes e muito choro e desespero depois, descobri que estava grávida.
No começo foi um choque. Os dois completamente desnorteados. Depois de uma longa conversa, resolvemos manter a gravidez (graças a Deusa moro em um país em que posso fazer essa escolha livremente). Os dias foram passando e a gente foi amando cada vez mais aquele ser que estava se desenvolvendo dentro da minha barriga. Contamos pra família, todo mundo ficou super feliz. Começamos a planejar o quarto, economizar grana, receber pequenos presentes de amigos. Pensamos até em possíveis nomes pro bebê. Até que as coisas começaram a ficar estranhas. Eu comecei a ter um sangramento que pra mim - apesar de todo mundo dizer que sim - não era normal. Fui no médico, a resposta que eu tive foi a mesma do Google: “é normal ter sangramento no primeiro trimestre da gravidez.”
Voltamos pra casa, vida que segue.
No sábado comecei a sentir cólicas, mas também achando que era tudo normal, fiquei em casa, só fazendo repouso o máximo que dava. Até que no domingo, eu estava deitada e comecei a sentir uma dor descomunal na barriga. Senti um pouco de sangramento descendo, então corri pro banheiro. Quando eu sentei no vaso, foi como se tivesse aberto uma torneira dentro de mim e uma quantidade enorme de sangue e pedaços de tecido começaram a sair. Naquele momento eu soube que estava perdendo meu bebê.
Foi o pior momento da minha vida.
Corremos pro hospital, o sangue jorrando de dentro de mim enquanto eu gritava de dor. Meu namorando acelerando e cortando todos os sinais. Chegamos no hospital e depois de muito remédio pra dor e muitos exames, a médica finalmente veio falar o que a gente já sabia: eu sofri um aborto.
Eu não consigo nem explicar o que senti na hora e o que ainda estou sentindo. É uma mistura entre dor, ódio e culpa que não me deixa em paz por nenhum segundo. Acho que tenho mais ódio sabe? De um Deus que nem sei ao certo se existe que todo mundo me diz pra confiar, mas que prega esse tipo de piada maligna nas pessoas dessa maneira. Eu estava bem antes de ficar grávida, nem pensando em ser mãe pelos próximos 2 anos. Aí veio assim, sem planejamento, no meio de uma pandemia, mesmo eu tomando os cuidados devidos, só pra depois arrancar de mim sem nenhuma explicação? Quem faz esse tipo de coisa? Não consigo imaginar um Deus do amor fazendo esse tipo de coisa doentia.
Meu namorado está do meu lado o tempo todo, me apoiando, mas eu sinto que eu deveria ser forte em alguns momentos, porque ele também está sofrendo. Mas eu não quero e nem consigo ser forte. Só quero deitar na cama e chorar 24 horas por dia.
E agora eu estou aqui nessa cidade que não conheço ninguém, sem minha família ou nenhum amigo por perto pra me dar um abraço, com um buraco imenso no coração e um útero vazio que não para de sangrar.
submitted by queimis to desabafos [link] [comments]


2017.09.24 18:22 iqurry420210890 Eu abortei.

Tenho 18 anos e estou no ano do vestibular, meu namorado tem 20, já trabalha e faz faculdade.
Minha primeira menstruação foi aos 9 anos e graças a isso minha ginecologista disse que eu não poderia engravidar ou até manter uma gravidez sem tratamento hormonal e por isso sempre fizemos sem proteção nos últimos 10 meses, tudo normal.
Acontece que minha menstruação atrasou. Passou um mês e eu comecei a ficar nervosa, contei pra ele. Ele também ficou nervoso, tentou manter a calmo e disse pra esperarmos, talvez eu ainda menstruaria, meu útero é frágil...
Não quero ter um filho, não agora. Preciso colocar minha vida no rumo certo, cursar medicina, amadurecer.
Vieram os enjoos, fome repentina, fraqueza. Seis semanas e fizemos o exame, estava grávida. Fui na ginecologista e ela disse que seria uma gravidez de risco, meu útero é fraco e talvez não aguente o feto. Ela me lembrou de nunca ter dito que "não era possível que eu engravidasse" e sim muito difícil. Perguntei sobre cytotec (pílula abortiva) e ela disse pra eu pensar muito bem no que iria fazer, pois traria riscos pra mim. Ela também fez questão de perguntar se era realmente o que eu queria isso e não meu namorado.
Ele pesquisou, perguntou aos amigos e encontrou por R$500. Não posso reclamar, ele sempre perguntou se era isso mesmo que eu queria, se eu me sentia bem fazendo isso.
Comprou e fizemos na casa dele. Jejum de 12 horas, muita cólica, muito sangue.
Não estou mais grávida e estou me sentindo bem.
Edit: Não entendam isso como propaganda! Faz mal e sei que posso encontrar complicações no futuro. Essa deve ser a última saída sempre! Não façam como eu, se previnam.
submitted by iqurry420210890 to brasil [link] [comments]


GRÁVIDA - COMO DESCOBRI? PRIMEIROS SINTOMAS! SUSTOS! 1º MÊS DE GRAVIDEZ  O que acontece nas primeiras 4 ... Como eu descobri a gravidez /3 a 4 semanas DIARIO DE GRAVIDES 4-5 E 6 SEMANAS- SANGRAMENTO(SUSTO) DIÁRIO DE GRAVIDEZ 4 E 5 SEMANAS - SEGUNDA GRAVIDEZ

Grávida de 4 semanas De Mãe para Mãe

  1. GRÁVIDA - COMO DESCOBRI? PRIMEIROS SINTOMAS! SUSTOS!
  2. 1º MÊS DE GRAVIDEZ O que acontece nas primeiras 4 ...
  3. Como eu descobri a gravidez /3 a 4 semanas
  4. DIARIO DE GRAVIDES 4-5 E 6 SEMANAS- SANGRAMENTO(SUSTO)
  5. DIÁRIO DE GRAVIDEZ 4 E 5 SEMANAS - SEGUNDA GRAVIDEZ

Como eu descobri que estava grávida? Primeiros acontecimentos e primeiros sintomas! ... DIÁRIO DE 4 SEMANAS - SEGUNDA GRAVIDEZ - Duration: 16:38. Juslene Ratcov 24,676 views. Diário de Gravidez - Semanas 4, 5 e 6 - Duration: 9:57. Taynara Cirelli - Virando Italiana 300,252 views. ... Eu não sabia que estava grávida 1° Gravidez - Duration: 11:00. Brave mama dog asks strangers to save her babies - Duration: 11:45. Dog Rescue Shelter Mladenovac, Serbia Recommended for you Diário de gravidez - semanas 5 e 6 - Duration: 12:10. Gabi Sales Cunha - Segunda Gravidez 69,217 views. 12:10. Gravidez anembrionária, como tratar estrias e cortes de cesária - Duration: 15:23. Descubra tudo que acontece no 1º mês de gravidez. As 4 primeiras semanas de gestação provocam mudanças que começam desde o corpo da futura mamãe se preparand...